Como funciona o funil de vendas do marketing digital?

Sumário Rápido

A priori, é interessante destacar que o funil de vendas do marketing digital pode ser entendido como uma combinação dos recursos desse meio, com o intuito de divulgar uma marca. Nesse sentido, o funil de vendas incentiva, de forma adequada, os seus usuários a se converterem. Dito isso, vamos entender melhor como funciona o funil de vendas a seguir. 

Ao falar em funil, percebemos que existe uma relação entre divisão de etapas, isto é, existe um topo e um fundo. Em resumo, o funil de vendas do marketing digital é o processo que uma empresa coloca em prática a fim de movimentar os clientes em potencial. Nas etapas do funil, esse usuário se tornará um cliente.

Saiba que todas as empresas, ou pelo menos a maioria, investem em divulgação, seja de forma mais assídua ou não. Sendo assim, existem diversas formas de capturar, nutrir e converter os leads. Com o funil de vendas, esses processos ficam menos complicados, por isso você deve saber como montar o seu. 

Neste momento, visualize o funil de vendas como se fosse uma pirâmide, porém, invertida. Na maior parte do funil estão os clientes em potencial, e com a diminuição do espaço, você aplica as estratégias de conversão. 

Estrutura de um funil de vendas

É interessante trazer como funciona a estrutura de um funil de vendas no marketing digital. E como vimos acima, um funil é dividido em algumas partes. Sendo assim, vamos explorar essas divisões e entender melhor sobre o tema.

Topo de um funil de vendas

No topo do funil, temos a parte superior que é o estágio de maior atenção. Afinal, aqui você deverá colocar em prática todo e qualquer esforço de marketing para direcionar a sua marca a um cliente. Ou seja, é nesse momento que os clientes em potencial conhecem o seu negócio. 

Nesse sentido, você pode investir em patrocínio em eventos locais, campanhas de branding ou publicidade nas redes sociais. Esses métodos são introdutórios e visam trazer o cliente potencial para conhecer a sua empresa. 

Contudo, para isso, você deve definir uma persona, a fim de segmentar melhor os seus esforços de marketing. O seu intuito é trazer à tona alguma das necessidades do seu cliente ideal e investir nisso. Em suma, você deverá trazer ao cliente uma solução que o interesse. 

Meio de um funil de vendas

Um funil de vendas também conta com o meio, em que a finalidade é trazer o cliente em potencial para visitar a sua página. Depois disso, é importante que ele preencha os formulários ou enquetes do seu site. Isso é importante para que a empresa possa utilizar os dados para aprimorar a produção de conteúdo, conferindo maior qualidade no que é compartilhado. 

Esse é o passo primordial na conversão de um lead, e pode ser necessário investir em uma agência de marketing digital, como a Dinamic Web. Com a Dinamic Web, você pode melhorar ou criar a sua identidade visual, manter a frequência de postagens nas redes sociais e gerir melhor os seus resultados. 

Algumas das ferramentas mais interessante para o meio do funil são o marketing de conteúdo, SMS marketing, redes sociais, chatbot marketing e afins. 

Fundo de um funil de vendas

No fundo, temos o momento crucial dessa conversão, que é o momento em que o usuário decide se tornar um cliente da sua empresa – e esse processo é a conversão de vendas. No geral, as conversões são capazes de definir o sucesso ou não do seu funil. 

Se você possui clientes no fundo desse funil, é preciso investir em uma última motivação para que ele concretize essa compra ou contratação de serviços. Por exemplo, caso um cliente tenha chegado a incluir produtos no carrinho, mas não finalizou, você pode motivar de alguma forma. A maneira mais comum é oferecer frete grátis ou descontos. 

Como montar o meu funil de vendas do marketing digital? 

Agora que você já tem uma noção geral sobre o que é o funil de vendas do marketing digital, chegou o momento de montar o seu. Portanto, caso você queira obter sucesso na conversão de vendas, entenda melhor como ter o seu próprio funil de vendas. 

Defina o produto que será oferecido 

O primeiro passo é definir qual o produto que será oferecido para os clientes, ou serviços, a depender da empresa. No entanto, é importante ter atenção com os detalhes expostos na oferta, pois são capazes de atrair novos clientes. 

Para esse momento, leve em consideração o custo do produto, as formas disponíveis para pagamento e o formato da oferta (se será digital ou físico). Outros fatores são a entrega (por exemplo, download, e-mail ou afins) e os componentes. Este último se refere a toda e qualquer informação que o produto traz consigo. 

Trace a persona – ou cliente ideal 

Agora que você definiu o produto, é de suma importância ter em mente quem é o cliente ideal para consumir esse produto, ou seja, a sua persona. Não há como fazer uma divulgação coerente sem saber quem será o público atingido e para quem você quer vender. 

Saiba que a persona pode ser revisada a qualquer momento, já que, ao longo da venda, é comum que alguns fatores mudem. Além disso, você pode ter mais de uma persona, isso depende da estratégia adotada. Para isso, detalhe ao máximo a persona, trazendo elementos como idade, gênero, endereço, estado civil, profissão, desejos, anseios e problemas. 

Crie uma oferta tentadora 

Após ter o produto ou serviço perfeito para um cliente ideal, chegou o momento de criar uma oferta com elementos atrativos, tornando-a irresistível. No geral, as empresas costumam criar uma página de vendas específica para esse momento, e nela você insere a oferta, as informações do produto e explicações sobre o item. 

Uma estratégia interessante é inserir as vantagens de usar ou contratar esse produto/serviço, tornando ainda mais tentadora a oferta. Por fim, você deve inserir um formulário para colher informações do cliente em potencial. Oferte ainda um guia de instrução, vídeos interativos, e-books, apps e outros. 

Automatize o fluxo de mensagens 

Após a inscrição de um cliente no seu formulário, ele vai enviar alguns dados de contato. Com eles, você pode investir em um software para automatizar o fluxo de mensagens. Assim, será possível o envio de lembretes, conteúdo, boas-vindas e afins para o cliente. 

Tenha a sua landing page

Como foi dito acima, você pode criar uma landing page a fim de alavancar as conversões de venda. Nessa página, insira um título direto e objetivo, trazendo o que está sendo oferecido. Inclua, ainda, benefícios da oferta e gráficos simples. Por fim, insira um local para a inclusão de e-mail ou outras formas de contato. 

Direcione para a página todo o tráfego 

Para que você consiga direcionar para a sua página o tráfego, invista em algumas ações, como a produção recorrente de conteúdo em mídias sociais. Além disso, incentive o compartilhamento de conteúdo. 

Não se esqueça de aplicar estratégias de SEO, que otimizam o site em buscadores. Outra opção é investir em anúncios nas plataformas Facebook Ads ou Google AdWords. 

imagem logo da Dinamic WebTeste o seu funil 

Por fim, a nossa última dica é que você teste esse funil, com o intuito de entender o que pode ser mantido, substituído ou excluído. Para isso, utilize indicadores que demonstram o desempenho, de forma a obter mais rápido o seu objetivo esperado. 

Ao criar um funil de vendas forma adequada, você percebe alguns benefícios, como leads qualificados, visibilidade no mercado que está inserido e a melhora da receita do negócio. 

Caso você queira ter um funil de vendas de qualidade, conte com a ajuda a nossa ajuda e melhore a conversão de clientes da sua marca. 

Clique aqui para falar com os nossos consultores.